;

Plantas Carnívoras

Como Cultivar Plantas Carnívoras

Instruções para o cultivo de plantas carnívoras (Dionaea muscipula, Droseras Sarracenias e Nepenthes) em geral.

Água: Manter o substrato sempre úmido. É recomendável colocar um prato cheio de água embaixo do vaso (exceto Nepenthes pois as raízes normalmente apodrecem) mantendo assim o substrato sempre úmido, essencial para as plantas carnívoras. Se sobrar água no final do dia você pode jogar fora e encher novamente. Recomendamos atenção se for usar pratinho com água. Troque a água regularmente e lave sempre o pratinho para evitar a criação de mosquitos. Caso não queira usar o pratinho com água pode borrifar água no substrato mas evite que o excesso de água caia nas folhas das Droseras, isso poderá retirar o a mucilagem das folhas impossibilitando a captura de insetos por algum tempo. Em caso de perda da mucilagem, as Droseras voltarão a produzir depois de alguns dias. No caso das Nepenthes manter o substrato sempre úmido mas não é recomendado usar pratinho com água embaixo do vaso. É recomendável utilizar água descansada. Para isso deixe uma quantidade de água em um reservatório de boca larga sem a tampa durante 72 hrs no mínimo. Para mosquitos não colocarem ovos na água use uma pano ou tela como proteção, assim os mosquitos não entram e o cloro vai evaporar. Use esta água para molhar suas plantas. Água mineral não deve ser usada para as plantas carnívoras. Água da chuva pode ser usada sem problemas.

Onde plantar: Para a imensa maioria das plantas carnívoras, vasos de plástico são os mais indicados por elas necessitarem de alto teor de umidade. Vasos de plástico de cores claras (branco ou marrom) são mais indicados do que os de cor preta, pois o substrato neles contido aquece menos quando expostas ao sol (e algumas plantas necessitam de raízes resfriadas).

Certifique-se que todo vaso que for usar (exceto pelos vasos destinados à plantas aquáticas) tenha furos embaixo, para drenagem.

Temperatura: A faixa de temperaturas à qual as plantas podem ser expostas varia muito conforme a espécie. De modo geral, as que crescem em maiores altitudes toleram (e/ou preferem) temperaturas inferiores às das plantas que crescem em pequenas altitudes. Como muitas espécies de carnívoras necessitam do máximo de luz possível, faz-se necessário deixá-las ao sol.

Sol: A maioria das plantas carnívoras gostam de muito sol o dia inteiro assim, elas ficam com uma coloração mais intensa, mais fortes e bonitas. Em clima muito quente ou no verão, convém prestar atenção em como suas plantas está reagindo ao sol e ao calor pois longa exposição ou em horas muito quentes, pode queimar a planta ou até mata-la. No caso das Nepenthes ou Pinguiculas, sol direto somente com moderação na parte da manhã ou final da tarde. Muito sol pode prejudicar as Nepenthes ou Pinguiculas porém são plantas que precisam de muita claridade, o dia todo. Se você tem uma Nepenthes ou Pinguicula e não tem experiência ainda em como dosar o sol, deixe em ambiente com muita claridade, o dia todo. A maioria das plantas carnívoras necessita de muita luz, luz solar direta, o dia todo (algumas exceções: Utricularia e Nepenthes). Um sinal de que as plantas não estão recebendo luz suficiente é a perda de sua coloração vermelha (no caso das que têm essa característica, como a Dionaea, as espécies de Drosera, etc.). Não mude as plantas de um lugar à meia-sombra para outro sob luz solar direta repentinamente (mesmo que sejam plantas de muita luz), isto pode provocar danos (e morte) à elas. Faça-o gradualmente, expondo-as à intensidade de luz cada vez maiores (pois, uma vez que ficaram à meia-sombra, acostumaram-se com essa intensidade de luz).

Comida: Não dê carne ou insetos mortos com inseticidas, isso é o mesmo que envenená-las! Se quiser alimenta suas plantas tem que ser com insetos vivos. Utilize uma pinça para colocar o inseto vivo na planta ou deixe ao lado da planta uma fruta (laranja por exemplo) assim o cheiro da fruta vai atrair mosquinhas das frutas (drosófilas) e aumentar as chances da planta se alimentar porém essa dica não funciona muito bem para a Dionaea muscipula pois as mosquinhas são pequenas demais. Droseras e Nepenthes serão muito bem beneficiadas por essa dica. Para a Dionaea muscipula o melhor mesmo são insetos maiores e macios como mosca por exemplo lembrando que a mesma deve estar se mexendo ao colocar dentro da armadilha, assim a planta vai entender que é um alimento e conseguir usa-la como alimentação.

Substrato: Usamos um substrato a base de Musgo Sphagnum (70%) + Perlita Expandida (30%) mantendo assim um substrato ácido e pobre em nutrientes e aerado, ideal para as plantas carnívoras. Poderá usar musgo sphagnum puro também. Se não conseguir esses materiais em sua região, em nosso site estão disponíveis estes produtos. Não adubar nem plantar em terra pois se isso for feito ela pode morrer ou vai perder suas armadilhas.

Folhas: Com o tempo as folhas morrem. Quando isso acontecer recomenda-se cortá-las.

Pragas: Caso sua planta seja atacada por pulgões você pode retirar manualmente com a ajuda de um cotonete úmido ou mergulhar a planta em água limpa sem cloro por algumas horas, isso vai matar os pulgões afogados. É medida paliativa pois normalmente eles voltam de tempos em tempos.

Estações: Algumas plantas carnívoras "dormem" (principalmente as Sarracenias, Dionaea e Drosera filiformis) no inverno e ficam menores. Essa dormência é normal e quando o inverno acabar elas voltam a crescer rapidamente mais bonita, mais fortes e com as armadilhas maiores.

Cuidados: Não estimule o fechamento da Dionaea muscipula (colocar o dedo, palito, etc) ou brincar com as plantas carnívoras! Toda vez que a armadilha se fecha (Dionaea) sem inseto a armadilha ficará mais lenta e da próxima vez que houver a oportunidade real de capturar um inseto ela se fechará mais devagar aumentando as chances do inseto conseguir fugir! A Constância em forçar a Dionaea a fechar as suas armadilhas sem insetos vivos acarretará na sua morte. Portanto não brinque com suas plantas carnívoras.

Sobre a loja

Cultivamos todos os tipos de orquideas (Cattleya, Oncidium, Bulbophyllum, Catasetum, Maxillaria, Masdevallia, Phalaenopsis). Alem de plantas exoticas, mini orquídeas, micro orquídeas, cactos, suculentas, árvores e árvores frutíferas. Temos tudo para plantio, vasos de plástico, vasos de barro e vasos de parede, ganchos, etiquetas, estacas. Temos também terra, susbtratos, adubos e defensivos. NOSSO TELEFONE DE CONTATO É (19)997127492 - ESTAMOS SITUADOS À RODOVIA SP 147 KM 56,6 - JD PRIMAVERA - MOGI MIRIM / SP

Pague com
  • Pix
  • Mercado Pago
  • PagSeguro V2
Selos
  • 114146
  • Site Seguro
  • Google Safe Browsing

Orquidario Mogi Mirim LTDA-ME - CNPJ: 13.561.177/0001-09 © Todos os direitos reservados. 2021